Sunday, December 13, 2009

137 / Lá Se Vai Mais Um Ano

Mais um ano se esvai. Já não nos tremem as pernas que percorreram as calçadas em busca das nossas esperanças. Já não nos bate o coração com a adrenalina do bem servir. Já não nos sua a tez com o suor da responsabilidade. Já não mostramos um sorriso inocente mas sim um esgar amarelado de um conformismo fatalista. Olhamos em redor e vemos, para além de oportunismos, nepotismos e imundícies, uma justiça de pessoas falsas, medrosas, irresponsáveis, incompetentes, desleixadas e viciadas; uma sociedade com medo. Homens que se dizem politicos que nos envergonham todos os dias. Estrategas da gula e da desordem. Já não nos tremem as pernas que percorreram as calçadas em busca das nossas esperanças: tremem-nos de raiva e desespero.

14 comments:

Jo� said...

Assino por baixo.
O conteúdo do Post, é algo em que me revejo, mas recuso-me a desistir.
Lutarei até onde poder, com o protesto e denúncia, através da palavra.
Contribuirei assim, para que muitos saibam o que poucos fazem.

Anonymous said...

Post bem escrito, mensagem forte e imagem... Muito bem conseguido.
Realmente é de desesperar mas nunca desistir. Acho que esta mensagem também é isso.

Anonymous said...

Se aguém desconhecia, os condimentos necessários quem levaram ao aparecimento de um Salazar,hei-los analizando o comportsamento dos políticos desde o 25 de Abril, em particular nos últimos 20 anos,só basta deixar arder mais um pouco em lume brando,não fosse o chapéu da União Europeia, a história de Portugal,era bem capaz de ter mais uma página, e talvez seja necessária.

Anonymous said...

Bruno Lameiras

Boas.

Então? Animem-se!!!!

Afinal de contas o Estatuto foi aprovado e vem ai não sei o quê de índices fictícios!!!!

È a reviravolta!!!!! Eheheheheh

Cumps

Serpico said...

O Policíadas mais não faz do que constatar que nesta eterna luta entre o idealismo e o materialismo, nos tempos que vão fluindo, este ultimo vai na frente com larga vantagem.
Sem sinais claros de iminente mudança, o homem íntegro, apreciador da justiça e do mérito, desespera e na sua impotência é assolado constantemente pela tentação de desistir.
Mas desistir é passar de um lado da barricada para o outro. Seria tornar-mo-nos naquilo que agora criticamos. Seria desperdiçar a vida. Não queiramos viver como vencidos.

Anonymous said...

Sr. Lameiras.
Não sei ao que se refere sobre
os indices fícticios. Espero que a maçonaria do CM saiba o que está a fazer, porque a revolta será bem "molhada"

Anonymous said...

Bruno Lameiras

Camarada… anónimo…

Caso o meu amigo não tenha percebido, foi uma piadola!!!

È preciso é saúde!

Cumps

Anonymous said...

Saúde!

Anonymous said...

Os índices fictícios não estão no Sec. L. 299/2009,tambem desconheço como se processa devrá ser pelo m´todo é só fazer as contas?..

Anonymous said...

Muito profundo. Muito, muito profundo. Introspectivo. Refletido. Tão refletido, que ninguém sabe do que falas. A tua garina trocou-te por um preto? deixaste de receber? tens dividas de jogo? queimaste o perú? o carro não pega? É pá!??? já pensaste falar com um psicólogo? estás em depressão Policiadas! toma uma bomba meu! olha que assim não aguentas. Não contribuas para as estatisticas pá. Olha que o Passos precisa de clientes. Bebe uns copos valentes, dá umas qu.... e lê menos poesia. Olha! lê o Record, a Gina, a FHM (a deste mês vale a pena), não sejas apaniscado. Ao menos diz mal de alguém, como tão bem sabes fazer no anonimato deste confortável blog. Não esqueças do pirú no forno. Paniscas.

Anonymous said...

December 15, 2009 9:58 AM

A este comentador apetece-me dizer-lhe:
Há carreiras feitas por mérito, por compadrio político, por subserviência ao chefe ou até por amizade institucional.
Deixe de ser "recadeiro" porque se o não fizer, tenho que o considerar inimputável.
Quanto ás mulheres,´há quem as tenha mais novas,fazendo assim um Largiro (ou será lar giro)?......
ou será Avião?
Confesso, que até eu já estou confuso, de tanta introspecção.
Segundo o adágio "quanto mais alto se sobe, maior é a queda".

Anonymous said...

Bruno Lameiras

Eu não digo?!... supostamente acabei de saber, que supostamente (de novo) vou ser promovido!

Nem tudo é mau....

eheheheh... cumps

franco said...

É por haver nas organizações indivíduos com a postura do comentador «December 15, 2009 9:58 AM» que pensam que tudo se resolve na hora que depois se verá as consequências, que temos o país, as instituições, como temos. Na pressa de dar nas vistas, pensa-se na imagem e esquece-se dos conteúdos. Nem tudo é uma queca, uma gaja boa duma revista e um jogo de futebol. Poderia ser assim e eventualmente seríamos homens «mais realizados». Mas não é assim. Para si, meu caro comentador, as melhoras.

Anonymous said...

Ao anónimo, December 15 2009 9.58 AM, que tanto critica os anónimos, atendendo que não sei se pertence a algum orgão de soberania, ou seja tribunais e A.R, onde determinadas artes circenses,mesmo que usadas em sentido parónimo para eles não são ofensa,não apelido de tal porque pode não sentir-se ofendido.