Wednesday, October 8, 2008

91 / Cada Um no Seu Lugar

Cada macaco no seu galho. Homem é Homem e bicho é bicho. Gordo é gordo e magro é magro. Noite é noite e dia é dia, embora Dia possa ser noite e dia. Um Polícia é um Polícia e um Magistrado é um Magistrado. Afinidades, amizades, cumplicidades e outras idades são coisas que não se misturam. Tal como Polícias e Jornalistas. Não há acordos tácitos, nem conhecimentos antigos. Não há vozes off, nem combinações para amanhã. Não há condescendências nem compreensões. Não há reuniões privadas de nivel 1 e reuniões de nível 2. Não há bons nem maus, tanto Magistrados como Polícias. Só há profissionalismo, seguir as regras e no fim, se sobrar tempo, poderemos ir beber uns copos. Mas cada um paga a sua.

5 comments:

Franco said...

Concordo!

Anonymous said...

Parece-me que os únicos culpados são os polícias porque gostam de fazer "olhinhos" e por a mãozita marota nas costas das senhoras, não é "Jorginho"? Há ainda por aí alguns pseudo comandantes de EIC que por quererem brilhar tanto como os pirilampos ,omitem(para ser simpático)dados ao MP,parece-me que foi o que aconteceu recentemente em Sintra.Cuidado com o "Chicote 2".Os investigadores é que devem decidir, calmamente, quando devem executar as acções sem qualquer tipo de pressão pelas chefias.Pensar bem dá muuuiiittoo trabalho!

Anonymous said...

Os jornalistas não adivinham,têm que ser os polícias a soprarem aos ouvidos dos homens da imprensa.Parece que toda a gente sabe como se faz excepto as RP/PSP.A imprensa só pode dizer ,aquilo que a Polícia quizer que seja dito.Há por aqui muitos complexos.

Anonymous said...

Ao menos o poder judicial ainda tem força e união para travar lutas com o poder político, nem que isso custe a imagem da Polícia... Esta luta está para durar e se o poder político ceder talvez possamos aprender alguma coisa com isso. É claro que preferia que a imagem da polícia não fosse posta em causa, mas parece-me que só um golpe de estado irá devolver portugal aos portugueses. Mas sem união não vamos lá. É O CAOS E A DESORDEM. "ARVORADO"

Anonymous said...

O poder judicial não tem de que se queixar, com 3 ou 5 para preventiva as decições que vinham tomando antes eram práticamente as mesmas apenas todos colheram alguma tempestade dos ventos que alguns semearam acerca da imunidade que perderam tambem as forças de segurança perderam á muito a garantia administrativa e Portugal não terá mais segurança enquanto a não repuserem.