Saturday, January 3, 2009

107 / Uma Coisa é Uma Coisa e Outra Coisa é Outra Coisa

Correio da Manhã, 2 de Janeiro de 2009, Página 51, Discurso Directo, PAULO RODRIGUES, Pres.Ass. Sindical dos Profissionais da PSP.
"CORREIO DA MANHÃ - A PSP está em condições de reforçar o combate ao crime violento, conforme desejos expressos pelo Governo e o Procuradoria-Geral da República?
PAULO RODRIGUES - A forma como a PSP está tratar o efectivo, e as condições humanas e de equipamentos que a corporação reune, não permite pensar que estaremos em condições para reforçar o combate ao crime violento.
CORREIO DA MANHÃ - Que se impõe fazer?
PAULO RODRIGUES - É preciso reforçar os investimentos.(...)
CORREIO DA MANHÃ - Qual o papel da PSP no combate ao crime violento?
PAULO RODRIGUES - É errado pensar que a Polícia Judiciária deve ter o monopólio no combate e na investigação do crime violento. A PSP tem uma estrutura de investigação criminal montada, e que trabalha com resultados visíveis (...)".
Afinal em que é que ficamos? Quando é para bater na tutela não valemos nada e falta-nos tudo e quando é para [mal] nos compararmos [com a PJ] já somos os melhores?

11 comments:

Anonymous said...

O Paulo Rodrigues calado era um poeta.Misturar combate, investigação e PJ não lembra nem ao diabo.
O que falta aqui, na PSP é estratégia e liderança, porque se a houvesse, seria possível dizer aos políticos não nos deram os meios técnicos para esse combate que vai aumentar muito e rapidamente.
Temos pessoas competentes e com vontade de travar esse combate, dêem-nos uma estratégia e os meios técnicos que, seguramente faremos um bom trabalho, que os nossos concidadãos querem e merecem.
Prevenção e repressão, sendo esta possível através do flagrante ou da investigação, é o papel que cabe á PSP no combate ao crime violento.

Anonymous said...

Meios... organização... estratégia... Eu ainda sou do tempo em que (embora a PSP tivesse menos elementos) entravam 6 a 7 agentes por turno nas esquadras. A reorganização da PSP alterou isto tudo (não culpem os tribunais, os motoristas dos ministros etc, sempre os houve). Não sabemos (pelo menos eu não sei) quais são as reais necessidades da PSP ao nível de equipamento, pessoal e instalações, mas certamente haverá quem tenha esse estudo feito (ao pormenor por serviço/esquadra) e certamente o apresentou à tutela porque se não o tem, ou se o tem e não o apresentou então... como noutras coisas estamos mal servidos.

Anonymous said...

Isto afinal de contas resume-me a uma simples afirmação: ponham os agentes a comandar e os oficiais superiores e oficiais a patrulhar e passamos a ser os melhores dos melhores.
Estou farto de ler sempre a mesma coisa, que tem tem o poder nunca faz nada para mudar as coisas. Se calhar não é bem assim. Se calhar mesmo que tente não consegue.....

Sim sou oficial.
Não não sou oficial superior...

Helder Silva said...

Bolas...
Frases tão pequenas e ninguém lê as entrelinhas.
Tudo faz falta, Bons Oficiais dão bons dirigentes; Bons Chefes dão bons Coordenadores; Bons Agentes dão bons preventivos/Investigadores.
Agora sem condições condignas só se pode fazer o possível, temos de evoluir.
O Paulo merece o meu apoio, e "falar" escondido qualquer um o faz.
Mea Culpa

Anonymous said...

January 3, 2009 2:02 PM

Se não consegue dimita-se ou denuncie o porquê de não conseguir.Até Sua Exª o Sr. Presidente da República diz:NÃO SE RESIGNEM.
Com oficiais de seu nível, não vamos a lado nenhum, a julgar pelo teor dos seus pobres comentários.

January 3, 2009 1:55 PM

Se não sabe, tente informar-se ou então fale de qualquer coisa que sabe.

January 3, 2009 3:36 PM

A este comentador apetece-me dizer, alinhe as ideias porque Vc mesmo dentro do Palácio de Queluz, teria sempre dificulade em saber o que diz.Esta casa (entenda-se PSP) também istá assim, em parte por culpa dos dirigentes sindicais.
Quais foram as contrapartidas que os sindicatos negociaram em troca do não direito á greve e á disponibilidade permanente, por exemplo?Pense por si, homem!.Se os sindicatos não executam bem a tarefa a que se candidataram,mude-se o nome de sindicatos para, "Associação de Ajudantes Governamentais com Tacho Garantido".

Anonymous said...

January 3, 2009 2:02 PM

Os agentes na sua "superior" inteligência não deviam fazer críticas aos Srs. oficiais ou ao que está errado.Aprenda a conviver com a crítica desde que seja fundamentada e construtiva,vai ver que se torna um homem melhor e por conseguinte um oficial melhor.
Da crítica se fez evolução, evolua que para tal, nunca é tarde.

Anonymous said...

Este último anónimo ao poder, já

Anonymous said...

Os anónimos ao poder...

Anonymous said...

January 4, 2009 4:15 PM

O que tu queres sei eu!Porque não te apresentas tu?Finório, Hã....

Anonymous said...

´Tou fato deles ....

Anonymous said...

Corta-os